Maui 1: A nova distribuição do projecto Netrunner

O projecto Netrunner, da Blue Systems, descontinuou a sua versão desktop baseada no Kubuntu. Em substituição criou uma nova distribuição baseada no KDE Neon (distro desenvolvida pela comunidade KDE e com base no Ubuntu).

temas maui
Temas Plasma

Esta nova distribuição, designada por Maui Linux, viu sair neste mês a sua versão 1. Esta é uma distribuição seguirá uma base LTS (longo suporte) e contará com algumas actualizações, especialmente a nível do Plasma, Aplicações do KDE, além do Thunderbird e Firefox, resultando assim numa espécie de distribuição “parcialmente” rolling.

A maior diferença do Maui para o KDE Neon reside na substituição do Discovery pelo “velhinho” Synaptic, ganhando bastante em termos de estabilidade. No entanto, esta substituição do gestor de software não é muito favorável para os novos utilizadores que deverão encontrar mais dificuldades em trabalhar com um gestor de pacotes mais avançado e menos intuitivo.

maui desktopMaui pode ser mesmo uma distribuição pouco simpática para os utilizadores menos experientes. Além da aposta no Synaptic a distribuição não dispõe de uma ferramenta para a gestão de drivers no sistema.

Em termos de aplicações pré-instaladas o Maui 1 vem razoavelmente apetrechado. Além das aplicações e ferramentas do KDE vem com as seguintes aplicações:

  • Gráficos: Gimp, Gwenview, Karbon, Krita e Skanlite
  • Internet: Firefox, Marble, Pidgin, Skype e Thunderbird
  • Multimédia: Gmusicbrowser, Karmoso, Kenlive, Vlc e Vokoscreen
  • Office: Libreoffice e Okular
  • Jogos: Steam e mais pequenos jogos
plasma services
Serviços do Plasma

Quanto ao KDE, além dos launchers habituais o Maui vem com outro menu a fazer lembrar o Slingshot do Elementary OS. O sistema oferece óptimas opções de personalização, vindo com vários temas para o Plasma.

A nível de configuração, qualquer utilizador com alguma experiência em KDE sentir-se-á em casa. Destaco a ferramenta que permite activar e desactivar os serviços do Plasma.

Opinião pessoal

Tenho a distribuição instalada numa das minhas maquinas e estou positivamente impressionado com a estabilidade e fluidez do sistema. Testei Fedora 24 KDE, openSUSE Leap KDE e Manjaro KDE e posso afirmar que é com Maui que tive até agora a melhor experiência com o Plasma 5.

O consumo de recursos, especialmente de memória RAM, depende se tem  o serviço Akonadi (essencial para o KDE PIM) activo. Sem Akonadi e KDE PIM o consumo de memória anda por volta os 450-500mb de RAM, com Akonadi e PIM o consumo “salta” para cerca de 1gb de Ram. Em termos de peso no CPU o sistema revela-se menos exigente.

11 comentários em “Maui 1: A nova distribuição do projecto Netrunner”

Deixe um comentário